Família Montalvao

Família Montalvao

terça-feira, junho 06, 2017

Para quem gosta de ver pra crer, segue em anexo a DECISÃO DO JUIZ FEDERAL com o bloqueio urgente de 1,4 milhões





DECISÃO JUDICIAL DE BLOQUEIO DE BENS
Para quem gosta de ver pra crer, segue em anexo a DECISÃO DO JUIZ FEDERAL com o bloqueio 
urgente de 1,4 milhões!


                 
Resultado de imagem para setas sinalizando



Mas para quem apelar para nos salvar da atual conjuntura da cidade?

Um super-herói? Um semideus? Um Titanic? Não. Não precisamos de tanto. Precisamos de pessoas sérias e compromissadas com a população e que queiram de fato representar o povo que hoje está à míngua, desde o pobre lascado e doente até a velhinha viúva, o estudante, a dona de casa, o trabalhador e o indigente pé-inchado que se entregou à cachaça por falta de perspectivas ou por sobra de chifres nos cornos. Essa pessoa vai ter que ter peito para falar, criticar e aceitar críticas, mas tem que ter sobretudo capacidade de mudar, de rever posições porque quem não faz isso assume o único compromisso proibido a qualquer um administrador da coisa pública: o compromisso com o erro e a omissão, e por etapa, com o ilícito.
Nossa cidade precisa de um prefeito que não esteja atrelado às antigas forças políticas do município e que seja totalmente dependente das oligarquias de que não tenha rabo preso com esta elite metida a besta, que esteja livre dos patifes que fazem de tudo para se locupletar em seus cargos e que usam a justiça a favor das injustiças e as leis a favor do ilícito, que nunca usou o dinheiro de ninguém para chegar aonde chegou, que esteja fora do cabresto que sempre deu corda para todos os prefeitos que já passaram por esta cidade, pois só quem é livre de apoios, interesses e mutretas pode realizar um trabalho honesto e que não tenha em seu currículo, uma porrada de processos na justiça.
O que não dá mais para tolerar é que uma cidade como a nossa, que encanta a todos, morrer à míngua como estamos assistindo ao longo dos últimos 20 anos. Basta de ficarmos olhando para o passado e relembrar o que já fomos. Sim, sabemos que um dia já fomos a segunda cidade mais rica do Estado e hoje não sabemos nem mais em que posição estamos. O que queremos é retornar à nossa posição inicial tanto econômica como social e política, em vez de ficarmos reclamando sem saber o que fazer, sem rumo, vendo outras cidades do Estado darem saltos qualitativos como resultado de ações concretas praticadas por seus líderes locais.
Que fique a lição: política é importante. Mas temos e devemos votar em idéias sólidas e participar mais da vida da cidade e escolher pessoas sérias para os cargos mais relevantes, pois disso depende o nosso futuro. Os homens passam, mas seus frutos germinam. Então que aprendamos a votar naqueles que devem germinar nossas vidas com boas sementes.
Por Fábio Marques
https://istoenoticia.com/?p=6321